25 Anos de Recanto Maestro

Nesta foto faço minha homenagem, pois conheço este local desde aquela época do final dos anos 80. Estou em frente a uma das pinturas do Artista que inspira minha vida e minha arte desde muito jovem: Antônio Meneghetti. Suas pinturas, moda e arquitetura, música e ciência conheci através de revistas entre 1983 e 1989, além de participar de alguns seminários em Recanto Maestro. Foi justamente neste período que iniciei e completei os estudos universitários em Belas Artes, na UFRGS, em Porto Alegre/RS. Depois, a partir de 1992, com a belíssima exposição no Maksoud Plaza, em São Paulo, durante o I Congresso Brasileiro de Ontopsicologia, tive o privilégio de ver pessoalmente muitas peças maravilhosas deste grande artista, em diversas ocasiões, dentre pinturas, vitrais, esculturas, tapeçaria, objetos decorativos e a arte do vidro. A mesma tonalidade verde e vermelha desta pintura compõe o convite que recebemos para a comemoração de 25 anos do Recanto Maestro. O mesmo verde da mata exuberante que encontramos neste belo lugar de Arte e Cultura Humanista. Eu estou usando uma de minhas criações em prata, cujos vazados formam um movimento, como ondas no mar.Antônio Meneghetti faleceu dois meses depois, em 20 de Maio de 2013, para tristeza de todos que o amavam e respeitavam. Para todos que o conheceram, fica o legado da grande obra que realizou.

 No dia 2 de março de 2013, o Recanto Maestro, localizado na região de São João do Polêsine/RS, realizou uma belíssima cerimônia para comemorar a passagem dos seus 25 anos, oficialmente completados em 9 de fevereiro de 2013. O evento, que contou com a presença do fundador do Recanto Maestro, o Acad. Prof. Antonio Meneghetti, reuniu grande público. Na programação, assistimos a oficialização de um protocolo entre a Antônio Meneghetti Faculdade e a Universidade Estatal de São Petersburgo, a entrega do Prêmio Mérito Recanto Maestro a seis grandes personalidades que contribuiram para o crescimento deste belo local, e a apresentação da Orquestra de Câmara do Theatro São Pedro interpretando obras de Antonio Meneghetti, com a sempre entusiástica e sensível Regência do Maestro Antonio Borges-Cunha e Orquestração de Vagner Cunha.